About June 28th, 1994
Dorme. O sono também salva, ou adia.
—  Caio Fernando Abreu.
Corria contra o tempo antes que fosse o fim da maratona de minha vida. Aquele caos dentro de mim me amendrontava, era tudo ou nada, se fosse o nada o que seria de mim? ainda não tenho a resposta para esta pergunta, preciso correr para vencer, talvez, em breve, lhe dou a tal resposta.
—  Fabrício Bernardo 
Supere-se
—  Nessah   
Parece que toda manhã, desde aquela primeira noite, eu acordo lerdo, e minha cabeça dói e não consigo respirar. Patrick e eu temos passado muito tempo juntos. Bebemos muito, na verdade, Patrick bebe e eu só dou uns golinhos. É duro ver um amigo sofrendo tanto. Especialmente quando você nada pode fazer, a não ser “estar lá”. Queria fazer com que ele parasse de sofrer, mas não posso. Então eu só o acompanho onde quer que ele queira ir para me mostrar seu mundo.
—  As vantagens de ser invisível.
A perfeição não existe. É que uma certa pessoa te agrada tanto, ao ponto de você achar que ela é perfeita, mas ai com o tempo, não agrada mais. Vira um ótimo, um muito bom, bom, e acaba virando um ruim. Alguns preferem recomeçar, outros abandonar.
—  Primeira carta para enzo. 
Porque nem tudo nessa vida é como a gente quer e é isso que a torna um eterno desafio.
—  Marck. 
unsharedmemories: do you ever start a multiple choice question and just when you think you have the answer you see “all the above” or “none of the above” opinion and you start you question your entire life?
Matar não quer dizer a gente pegar o revólver de Buck Jones e fazer bum! Não é isso. A gente mata pelo coração. A gente vai deixando de se importar, de querer bem… E um dia a pessoa morreu.
—  Meu Pé de Laranja Lima.   
Tenho opinião exata sobre qualquer coisa,bom,tudo menos você.
Se eu te amar, me sente, se eu te tocar, se assanha, se eu te olhar, sorria, se eu te perder, me ganha.
—  Projota   
E de repente, me vejo tão dependente de alguém.
—  Querida Alice
Sabe quando pegam um papel que tem algo muito importante, coisa que ninguém pode saber? Picotam, amassam e rasgam? O coração dela estava assim, não tinha nada nem ninguém para protegê-lo e ela seguiu em frente mesmo com o coração aos pedaços.
—  Querida Alice
O engraçado de tudo isso - Não, isso não é engraçado - é que, eu não me dou o luxo de esquece-lo. De criar um novo chão. De criar um novo abismo para pular de cabeça. Digo assim, tudo mundo foca em alguma coisa. Eu foco em algo que não é focalizável, entende? Deve ter um ima que me puxa pro lado errado da coisa. Que me leva ao negativo da vida.
—  7ª Page, Diários de um realista.
Insônia é saudade atrasada que perde o trem do meio-dia, e chega na ponta dos pés sem fazer barulho. Esta é só mais uma daquelas fases da vida sobre continuar de pé, sobre acreditar em dias melhores apesar de tudo. O tudo que amarra a corda no seu pescoço e o muito que não te deixa pular. Abismo, precipício, fundo do poço, chame do que quiser. Este é só mais um daqueles lugares aonde a gente vai parar depois de achar que já morreu, mas continua vivo. Mas é claro que os dias não são fáceis e nem curtos, dias ruins são intermináveis, assim como as noites em que a saudade resolve dormir comigo e eu não encontro espaço na cama. Eu fico feio quando eu choro? Porque eu sinto como se chorasse o tempo todo, a beleza interior é o que conta - ele me disse dois dias antes de ir embora - agora me pergunto que beleza existe em um espaço vazio. A arte de viver na fé, só não se sabe fé em quê. Eu desisto todos os dias, falando francamente se houvesse um campeonato sobre desistir eu certamente não seria o vencedor, desistiria antes mesmo de terminar. Minha beleza está em recomeçar mesmo depois de ficar sozinho e gasto. Esperança também acaba, não te contaram? Eu sou assim, desinteressadamente atento á tudo o que não me serve mais, o seu amor é um grande exemplo, cá estou eu olhando para uma pilha de lembranças de tudo o que já foi dito, acreditando que o telefone vai tocar e vai ser você com aquela voz morna de quem sente saudade e me quer de volta. A insônia no fundo do poço não é tão ruim, quando fica escuro em um céu cheio de estrelas, é você que eu vejo.
—  Ciceero M. 
Quando estamos pensando usamos obviamente o cérebro, mas quando se trata de amor, usamos o quê? Já que o cérebro que era bom, não usamos.
—  Na gaveta tem um coração.
P